Carlos-barraza-logo-50

A importância das relações interpessoais no local de trabalho

O ser humano é um indivíduo social por natureza, é essencial que ele possa se desenvolver em ambientes de grupo onde ele interage com os outros para crescer pessoal, profissional e espiritualmente.

Daí deriva a importância das relações interpessoais no trabalho, uma questão por vezes complexa.

A importância das relações interpessoais no local de trabalho
Escrito por

Tabela de Conteúdos

O que são as relações interpessoais?

É uma forma de interacção entre duas ou mais pessoas, que podem ter interesses comuns. Quando falamos deste termo, nos referimos a um elo no qual vários indivíduos trocam emoções, sentimentos, atividades, experiências ou outros.

No nível socioantropológico, as relações interpessoais são a base da sociedade que conhecemos hoje, permitindo que os indivíduos que a ela pertencem estejam ligados em contextos sociais, de trabalho, familiares, educacionais e outros.

Neste sentido, a socioantropologia nos permite apreciar em primeira mão estas interações de diferentes pontos de vista, graças à necessidade do ser humano de se relacionar com seu ambiente e outros indivíduos.

As relações interpessoais exigem uma comunicação fluida entre dois ou mais indivíduos, de modo que eles devem compartilhar pelo menos um meio para a formação do vínculo.

Isto significa que eles devem ser capazes de se comunicar oralmente, por escrito ou de outra forma, para que tal relação possa existir.

Isto implica que é quase impossível para duas pessoas que não falam a mesma língua ou têm alguma forma de se entenderem estabelecer uma relação interpessoal.

Reunião com colegas

Tipos de relações interpessoais

Embora geralmente seja possível conceber as relações interpessoais como vínculos, geralmente é muito mais complexo do que isso, pois, de acordo com a natureza da interação, é essencial classificá-las em diferentes tipos.

Relações interpessoais afetivas

Um casal que andam juntos

É um vínculo íntimo e sentimental entre duas ou mais pessoas do mesmo sexo ou de sexo diferente, que procuram estabelecer uma relação afetiva profunda baseada no amor, afeto e confiança, geralmente impulsionada pela atração física, prazer, segurança e outros aspectos.

Relações interpessoais superficiais

Dois parceiros de negócios zangados brigando em offce na reunião.

É um vínculo de “conhecimento” que significa que é uma relação superficial na qual há uma interação formal de bondade e educação, que pode ou não ser positiva.

São geralmente transitórias e não têm grande importância na vida de nenhuma das partes envolvidas, sem afetar suas emoções e sentimentos.

Um exemplo claro dessas relações interpessoais é aquela formada entre vizinhos que se cumprimentam nos corredores, mas não sabem nem mesmo o nome um do outro; ou a relação com o carteiro, que é tratado com gentileza.

São geralmente de curta duração e sua experiência não gera um impacto relevante na vida de ninguém, embora possa ser transformada e se tornar uma relação interpessoal de outro tipo.

Relações interpessoais circunstanciais

Duas amigas se divertindo juntas na rua. Amigos multiétnicos

É um elo intermediário entre o superficial e o afetuoso, no qual é possível ter sentimentos não tão relevantes mas positivos ou negativos em relação a outros indivíduos e que também podem ser transformados ou convertidos em outro tipo de relacionamento.

Como o seu nome indica, é um vínculo propiciado pelas circunstâncias, em que a proximidade física ou aspectos em comum geram uma interação.

Dentro deste tipo é possível contemplar as relações interpessoais no trabalho, onde os colegas socializam graças ao ambiente de trabalho e às circunstâncias da rotina diária.

Como mencionado acima, este vínculo pode tornar-se profundo e afectivo ou superficial e eventualmente desaparecer, dependendo principalmente da modificação das circunstâncias.

Relações interpessoais negativas

Mulher afro-americana furiosa tendo lutado com sua conivência no escritório da empresa, espaço para cópias

Também chamadas de rivalidades, elas contemplam todos os laços negativos que existem entre os indivíduos, geralmente conhecidos como inimizade e geram emoções profundas, mas nada de positivo nas pessoas.

Geralmente despertam sentimentos como ódio, desprezo, raiva, competitividade e outros que podem ser considerados íntimos ou superficiais, dependendo das circunstâncias.

Como outros relacionamentos, eles podem se transformar e evoluir para outro tipo, dependendo de como se desenvolvem, com a possibilidade de ocorrer na família, no trabalho, na educação ou em outras áreas.

Relações interpessoais familiares

Empresa familiar

Com base no círculo familiar, estas são geralmente relações profundas e sentimentais, positivas ou negativas, entre membros que compartilham um vínculo de sangue ou parentesco.

Eles também podem ser superficiais e dependem do tempo que os indivíduos compartilham e da qualidade da relação.

São geralmente considerados os mais duradouros, devido à sua natureza e um exemplo claro são os pais e os filhos.

O homem compartilhando com os colegas

Exemplos de relações interpessoais

Embora tenhamos vindo a descrever exemplos simples de relações interpessoais, é essencial que fique claro como este elo está representado na sociedade, para isso mencionaremos alguns dos mais comuns.

Todas estas situações derivam de uma determinada relação interpessoal, uma vez que uma amizade não pode existir apenas com uma pessoa, requer pelo menos duas, e da mesma forma que acontece com as outras.

Um exemplo chave é o trabalho, os vínculos com o chefe, superiores, funcionários, colegas e até mesmo clientes, são exemplos claros de relações interpessoais de diferentes tipos, de acordo com o caso particular em questão.

É impossível que haja um trabalho que envolva apenas uma pessoa, mesmo que seja apenas um indivíduo representando a empresa, sempre haverá pelo menos dois ou mais clientes com os quais ele possa se relacionar.

A importância das relações interpessoais no local de trabalho

A importância das relações interpessoais no trabalho está no fato de que os trabalhadores são pessoas e, portanto, pertencem a uma sociedade, que se baseia em vínculos e interações de grupo.

O ditado “nenhuma pessoa é uma ilha” significa que parte de ser considerado uma “pessoa” é participar de relações interpessoais, caso contrário, você seria apenas um indivíduo.

O desenvolvimento humano saudável depende de relações interpessoais positivas e uma grande parte delas pode surgir nas áreas onde a maioria das pessoas trabalha, como por exemplo no trabalho.

O trabalho é geralmente uma atividade diária e fomentar as relações interpessoais no trabalho é uma forma de ser muito mais produtivo, feliz e próspero, uma vez que o bem-estar neste aspecto geralmente contribui para se sentir melhor em outras áreas da vida.

As relações interpessoais no trabalho são fundamentais e funcionam como ferramentas de integração para o sucesso pessoal e profissional.

Além disso, relações deste tipo nos permitem formar grupos de trabalho, estabelecer comunicações eficazes e cumprir com as obrigações diárias para alcançar com sucesso os objetivos estabelecidos, quando se trata de laços positivos.

Por outro lado, as negativas geram apenas não-conformidade, rivalidade, frustração, depressão e eventualmente abandono, situações que não são nem desejáveis nem benéficas para nenhuma empresa.

Colegas cabeleireiros conversando uns com os outros
Mais sobre Carreira Profissional.