Carlos-barraza-logo-50

O que é a inteligência emocional? Definição e exemplos

A forma como nos relacionamos com o nosso ambiente é um dos principais elementos para ter uma boa ou má vida social. A inteligência emocional é um dos factores mais importantes que têm mais influência na interação das pessoas.

Saber o que é a inteligência emocional e os exemplos básicos é muito importante, uma vez que quanto melhor a compreendermos, melhor poderemos pô-la em prática na nossa relação interpessoal com o círculo social a que pertencemos.

Aprenda tudo o que precisa de saber sobre a inteligência emocional e a importância de a saber gerir.

What is emotional intelligence
Escrito por
Tabela de Conteúdos

Definição de inteligência emocional

A inteligência emocional é um conceito que, se não prestarmos atenção aos seus componentes, pode ser difícil de compreender, por isso vamos tentar dar a melhor definição de inteligência emocional para ter uma boa compreensão do conceito e, acima de tudo, para o pôr em prática.

Não nascemos com uma inteligência emocional elevada, por isso é ainda mais importante compreender o que é e saber se a pomos em prática, se a temos ou se é necessário saber como desenvolver a inteligência emocional para a nossa vida e interação com os outros.

A inteligência emocional é a capacidade humana de gerir, lidar, compreender, analisar e responder às suas próprias emoções e às dos outros.

Ou seja, ser capaz de compreender o que se está a sentir numa situação e como é correto agir.

Não é fácil gerir as emoções, especialmente em situações que podem ser consideradas perigosas, mas com uma inteligência emocional bem desenvolvida existe a possibilidade de aprender a gerir corretamente as nossas emoções.

O desenvolvimento da inteligência emocional também faz parte do desenvolvimento de competências empresariais.

Para compreender melhor a definição de inteligência emocional, podemos decompô-la nas suas componentes e definir cada uma delas.

Componentes da inteligência emocional

A inteligência emocional é composta por 4 factores principais, que podem explicar melhor o que é esta capacidade, que todos os seres humanos deveriam possuir, mas alguns não sabem como geri-la.

Estes são os componentes ou características da inteligência emocional que devemos ter em conta:

Perceção das emoções

Na inteligência emocional, o primeiro passo é saber como perceber as emoções, especialmente quando não há verbalização das mesmas. Em muitos casos, é necessário prestar mais atenção à auto-consciência da linguagem corporal ou dos gestos.

Raciocínio das emoções

As emoções ajudam a compreender melhor as situações e a dar importância e prioridade a determinadas coisas. Tanto as emoções próprias como as dos outros servem para forçar a tomada de consciência dos cenários e dar a si próprio a gestão do tempo para compreender o que se está a passar.

Compreender as emoções

Saber o que significam as emoções que estamos a sentir ou que as outras pessoas nos mostram é o principal elemento da inteligência emocional, pois permite-nos saber como reagir de forma adequada.

Gerir as emoções

A caraterística da inteligência emocional mais complicada de realizar. A gestão das emoções pode ser alcançada quando os factores anteriores são tratados corretamente. É saber gerir o que se sente e o que os outros mostram.

A inteligência emocional é importante

A importância da inteligência emocional baseia-se no que esta competência pode fazer pelo ser humano, pelo seu quociente emocional e pela sua convivência em sociedade.

Saber gerir as emoções e reagir de forma correcta pode evitar muitos conflitos.

Ter em conta os tipos de inteligência emocional é outra forma de compreender a importância de saber como desenvolver esta capacidade. Saber quando e como exprimir as suas emoções dá-lhe o poder de controlar certas situações que podem ser perigosas.

Além disso, saber perceber as emoções dos outros e geri-las pode abrir muitas portas a nível profissional, uma vez que se pode trabalhar em diferentes áreas de gestão e comportamento humano, sabendo gerir um grupo de pessoas e satisfazer as suas necessidades.

Por outro lado, a inteligência emocional pode ser aplicada em qualquer área da sua vida, uma vez que as emoções estão presentes em todos os momentos e o seu controlo pode ajudar a evitar situações ou a criar oportunidades.

Exemplos de inteligência emocional

Na vida quotidiana, podemos encontrar diferentes exemplos de inteligência emocional, que nos permitem compreender o nível que as pessoas têm para enfrentar situações e adaptar-se a diferentes ambientes.

Quando nos referimos à inteligência emocional não é apenas saber onde se pode rir alto e onde não, ou chorar inconsolavelmente, ou talvez responder com agressividade e violência numa situação que não o merece.

A inteligência emocional é bastante complexa, por isso vamos enumerar uma série de exemplos para compreender o que é a inteligência emocional e a importância de saber como a desenvolver.

Destes 10 exemplos de inteligência emocional, a maioria pode ser vista no dia a dia, seja no círculo de amigos, na família ou no trabalho, uma vez que as emoções estão connosco em todos os momentos, é importante saber geri-las e nivelá-las.

Se acha que não tem inteligência emocional, investigue como desenvolver a inteligência emocional e ajudá-lo a compreender as emoções dos outros.

Recursos de inteligência emocional

Mais sobre a Mind