O que é planejamento estratégico e como fazê-lo?

Saber o que é planejamento estratégico e como fazê-lo, é um desses aspectos que o ajudará a alcançar os objetivos de sua empresa.
Escrito por

Este posto também está disponível em: English Español Deutsch Italiano Português Français Русский

O que é Planejamento Estratégico?

Saber o que é planejamento estratégico e como fazê-lo é um desses aspectos que o ajudarão a alcançar os objetivos de sua empresa, independentemente de seu tamanho ou funções.

Discutiremos ainda o que é, o que não é, por que é importante e explicaremos os passos para fazê-lo corretamente.

A definição de Planejamento Estratégico nos fala de uma ferramenta de gestão que nos dá a possibilidade de estabelecer as tarefas e o caminho que as organizações devem seguir para alcançar seus objetivos, considerando as demandas e exigências que podem ser impostas por seu ambiente.

É então considerada como uma ferramenta fundamental para a tomada de decisão interna de qualquer organização.

Ela vem a ser vista como um exercício de formulação e estabelecimento de objetivos e, especialmente, dos planos de ação que servirão para alcançar esses objetivos.

Agora que estamos falando sobre o que é o Planejamento Estratégico, achamos de vital importância apontar os aspectos que não é, mas que muitas vezes é confundido como parte do mesmo:

O planejamento estratégico nunca deve ser considerado como uma ferramenta de previsão ou previsão com relação a tendências ou novos eventos que ocorrerão em relação a uma organização. Entretanto, na preparação do planejamento estratégico será necessário utilizar previsões de produção e financeiras, entre outros.

Esta ferramenta envolve não apenas decisões futuras, mas também decisões atuais e diárias que têm um impacto no futuro.

O planejamento estratégico não é projetado para eliminar riscos; pelo contrário, ele é responsável por identificá-los e fornecer ferramentas para uma melhor tomada de decisão em caso de riscos.

Modelos mais populares de planejamento estratégico

Agora que você sabe o que é, vamos complementar o conceito que você tem com alguns dos modelos mais populares de planejamento estratégico para servir de referência:

Balanced Scorecard

Esta é uma metodologia com a qual o desempenho de uma organização pode ser avaliado de quatro perspectivas: financeira, cliente, processo e aprendizagem e crescimento. Além disso, ela organizará a ferramenta como tal em termos de objetivos, indicadores e iniciativas.

Mapa estratégico

É uma ferramenta visual que foi criada sob a necessidade de comunicar o plano estratégico a toda a organização. É muito importante dentro do Balanced Scorecard, mas isso não significa que seja exclusivo para esta metodologia. Servirá para compartilhar informações da administração, em um formato que seja fácil de digerir e entender.

Análise SWOT

Outras pessoas a conhecem como análise SWOT devido a sua sigla em inglês, esta é uma ferramenta de análise de uma organização baseada em suas características internas (fraquezas e pontos fortes) e externas (ameaças e oportunidades), o que ajuda a conhecer a situação real de uma organização a fim de propor uma estratégia para o futuro.

Análise PEST

Este visa especificamente analisar o ambiente empresarial, ou industrial, de uma organização com base em seus quatro fatores (político, econômico, sociocultural e tecnológico), a fim de ajudar a determinar como estes ambientes podem afetar a organização.

Análise das Cinco Forças de Porter.

Este é um modelo estratégico que ajuda a estabelecer uma estrutura para avaliar o nível de concorrência dentro de uma indústria para desenvolver uma estratégia comercial baseada em cinco forças que fornecem uma perspectiva real da intensidade, competitividade e rivalidade dentro da indústria.

Análise das capacidades da VRIO.

Servirá para ajudar a identificar com quais armas competir, quais precisam ser desenvolvidas e quais serão fundamentais para atingir os objetivos. Seu objetivo é proporcionar às organizações uma vantagem competitiva no mercado.

Por que o planejamento estratégico é importante?

A importância do planejamento estratégico reside no fato de que ele fornece uma estrutura legal para que tanto os líderes quanto os membros da organização possam compreender e avaliar a situação que está sendo vivenciada em tempo real, e o que é esperado no futuro.

Tudo o que explicamos até agora serve para ajudar a alinhar a equipe, com a única intenção de utilizar uma linguagem de trabalho comum baseada nas mesmas informações, o que beneficiará a organização na forma do surgimento de novas alternativas lucrativas e valiosas.

A razão do planejamento estratégico é simples de responder, tudo se baseia na necessidade de estabelecer o papel de cada membro da equipe, isto ajuda a garantir que as ações de cada um sejam sempre direcionadas para o cumprimento das metas que foram estabelecidas para o futuro.

Benefícios do planejamento estratégico.

O principal benefício do planejamento estratégico é permitir que uma organização aja proativamente em vez de reagir, entretanto, sua importância também pode ser baseada em outros pontos como os seguintes:

Isso dá a toda a equipe de trabalho um senso comum de direção.

Sua implementação ajuda a aumentar a rentabilidade e a participação de mercado do negócio.

Isto aumentará a longevidade do negócio.

Ele aumentará a satisfação profissional de cada membro da equipe, pelo simples fato de ter um senso bem definido de direção e propósito.

Com ela, a diferenciação pode ser estabelecida e a convergência competitiva pode ser evitada.

Quando chegar a hora, será uma ferramenta que permitirá que sejam tomadas as melhores decisões possíveis.

A eficiência operacional é outro dos aspectos que são aumentados devido à sua implementação.

Ela serve para identificar e estabelecer quais são as prioridades de uma organização.

Com ela, uma estrutura pode ser estabelecida para coordenar e controlar as atividades da organização.

Poderíamos passar muito tempo apontando as vantagens do planejamento estratégico, no entanto, acreditamos que sua importância já é bastante clara.

O simples fato de facilitar a distribuição de tempo e recursos já é uma razão muito forte para levá-la em conta.

Como fazer um planejamento estratégico?

Primeiro, vamos esclarecer aspectos importantes sobre como fazer um planejamento estratégico, e é que ele deve ser levado em conta principalmente, como já mencionamos anteriormente, que é feito no nível da organização, considerando uma abordagem global da empresa, baseada em objetivos e estratégias gerais, apoiada por planos estratégicos.

Agora, como leva em conta toda a empresa, ela deve ser realizada de mãos dadas com a alta administração da empresa e projetada a longo prazo. Em teoria, estamos falando de um período de 5 a 10 anos.

Embora, de um ponto de vista prático, hoje em dia ela é gerenciada entre 3 a 5 anos.

Também é importante entender que o planejamento estratégico é a base de todos os outros planos da empresa, tanto táticos quanto operacionais, portanto não pode ser considerado como a soma dos planos anteriores.

Como em todo planejamento, ele é móvel e flexível. Ela deve ser analisada de tempos em tempos a fim de fazer as mudanças necessárias.

Da mesma forma, é considerado um processo interativo, no qual todos os membros da empresa podem participar, o que também ajuda o compromisso e a motivação para atingir os objetivos.

Passos para um planejamento estratégico bem sucedido.

1. Declaração de Visão

Esta é uma declaração que servirá para indicar para onde a empresa está indo a longo prazo, ou o que ela pretende se tornar.

Ela deve responder à pergunta sobre o que queremos ser.

2. Declaração de missão e estabelecimento de valores.

Por um lado, a missão é uma declaração duradoura do objeto, propósito ou razão para a empresa.

Por outro lado, os valores são as qualidades positivas que a empresa possui, tais como a busca da excelência, o desenvolvimento da comunidade e de seus funcionários, entre outras.

3. Análise externa da empresa.

Consiste em detectar e avaliar fatos e tendências que ocorrem ao redor da empresa, a fim de conhecer a situação de seu ambiente e detectar possíveis oportunidades e ameaças.

4. Análise interna da empresa.

É o estudo dos vários aspectos, ou elementos, que podem existir dentro da empresa.

Isto é feito para conhecer a capacidade, ou estado, com que a empresa tem e assim detectar os pontos fortes e fracos.

5. Estabelecimento de objetivos gerais.

Eles se referem aos objetivos que definirão a direção da empresa e, portanto, são sempre de longo prazo.

Eles tornam possível realizar a missão e capitalizar os dois pontos anteriores.

6. Concepção, avaliação e seleção de estratégias.

Primeiro são avaliadas as informações da análise externa, depois a análise interna, a declaração de missão e valores, os objetivos, e depois as estratégias que foram usadas no passado para construir uma nova.

7. Desenho de planos estratégicos.

Estes são documentos que especificam como os objetivos gerais que foram propostos serão alcançados, e como as estratégias que foram formuladas serão implementadas, ou executadas.

Mais sobre Planejamento de Negócios.