Carlos-barraza-logo-50

O que é a glândula pineal?

A glândula pineal é uma pequena glândula endócrina localizada no centro do cérebro.

Apesar da sua pequena dimensão, a glândula pineal desempenha um papel crucial na regulação dos ritmos biológicos do organismo.

É muitas vezes referido como o “terceiro olho” devido à sua ligação com a percepção da luz e da escuridão.

Neste artigo, vamos aprofundar a função da glândula pineal e explorar alguns dos distúrbios que a podem afectar.

What is Pineal Gland
Escrito por
Tabela de Conteúdos

Affiliate Disclosure: Some links of products or services will send you to partner websites where we might get a commission by recommending their product & service. 

Quando a melatonina recebe um upgrade, a magia acontece Por Dr. Joe Dispenza - Experiência de Carlos

becoming supernatural joe dispenza

O livro de
Becoming Supernatural How Common People are doing the Uncommon, do Dr. Joe Dispenza
foi para mim um livro informativo e inspirador.

Como o próprio Dr. Joe Dispenza teve uma experiência transformadora, aprendeu por si próprio o poder da mente consciente e inconsciente.

Ao ouvir a versão em audiolivro, encontrei uma informação muito importante para mim, a transmutação da Melatonina em Benzodiazepina.

Quando a glândula pineal (ou o terceiro olho) está desperta, porque está a captar frequências mais altas, estas energias mais altas alteram a química da melatonina; quanto mais alta a frequência, maior a alteração. É esta tradução da informação em química que nos prepara para esses momentos transcendentais e místicos. Agora está a abrir a porta para dimensões superiores de espaço e tempo. É por isso que gosto de chamar à glândula pineal um alquimista – porquetransmuta a melatonina em alguns neurotransmissores muito profundos e radicais.

À medida que as frequências mais elevadas e os estados de consciência mais elevados interagem com a glândula pineal, uma das primeiras coisas que acontece é que essas frequências transmutam a melatonina em substâncias químicas chamadas benzodiazepinas. As benzodiazepinas são uma classe de medicamentos, a partir dos quais foi criado o Valium, que anestesiam a mente analítica, pelo que, de repente, o cérebro pensante relaxa e deixa de analisar. De acordo com exames cerebrais funcionais, as benzodiazepinas suprimem a actividade neural na amígdala, o centro de sobrevivência do cérebro. Isto limita os químicos que causam medo, raiva, agitação, agressão, tristeza ou dor. Agora o seu corpo sente-se calmo e relaxado, mas a sua mente está desperta.

O que é o despertar espiritual pode desencadear essa activação da glândula pineal e, no meu caso, também posso dizer que tive os efeitos disso.

Como me deram alguns comprimidos de Rhodiola e Aschwaganda para os meus problemas de sono, também podem ter despoletado o meu despertar espiritual após a minha intensa prática espiritual.

Como estava num estado alterado de consciência, fui levado para um hospital onde fiz uma análise ao sangue.

Curioso para mim foi o facto de, nos testes de drogas, haver um rótulo chamado Benzodiazepina, que é um medicamento usado principalmente para pessoas com problemas de sono.

As minhas análises ao sangue revelaram níveis elevados de Benzodiazepina, o que para mim foi estranho, uma vez que os comprimidos que tomei eram de Rhodiola e Aschwaganda, mais alguma vitamina B, pelo que no final a minha conclusão rápida foi que esses comprimidos poderiam ter Benzodiazepina.

Assim que ouvi e li sobre a glândula pineal e a transmutação da melatonina no livro do Dr. Joe Dispenza, mudei a minha perspectiva e coloquei-me questões: e se aqueles comprimidos fossem apenas Rhodiola e Aschwaganda, e se o meu despertar espiritual e kundalini tivesse despoletado a minha glândula pineal e transmutado a melatonina em Benzodiazepina?

benzodiazepine test (Large)

O que é a glândula pineal?

A glândula pineal é uma pequena glândula que faz parte do sistema endócrino do corpo. Tem o tamanho aproximado de um grão de arroz e a forma de uma pinha, daí o seu nome.

A glândula pineal está localizada no centro do cérebro, entre os dois hemisférios.

Onde está localizada a glândula pineal?

Como mencionado anteriormente, a glândula pineal está localizada no centro do cérebro, entre os dois hemisférios.

Situa-se logo acima do tronco cerebral, atrás do terceiro ventrículo do cérebro.

Qual é a função da glândula pineal?

A principal função da glândula pineal é regular os ritmos biológicos do organismo, nomeadamente o ciclo sono-vigília.

A glândula pineal é sensível à luz e à escuridão e responde em conformidade, segregando a hormona melatonina.

Também produz e segrega outras hormonas em resposta a vários estímulos.

Que hormonas são produzidas pela glândula pineal?

A glândula pineal produz principalmente a hormona melatonina, que ajuda a regular o ciclo sono-vigília.

Produz igualmente outras hormonas, como a serotonina e a N-acetil-serotonina.

Como é que a glândula pineal funciona?

A glândula pineal funciona recebendo informações da retina do olho sobre a luz e a escuridão.

Quando escurece, a glândula pineal começa a segregar melatonina, que ajuda a induzir o sono.

A secreção de melatonina é suprimida pela luz, razão pela qual os nossos padrões de sono tendem a ser influenciados pela quantidade de luz a que estamos expostos.

Qual é o papel da glândula pineal no sistema endócrino?

A glândula pineal é simultaneamente uma glândula endócrina e um transdutor neuroendócrino.

Sendo uma glândula endócrina, produz e segrega hormonas em resposta a vários estímulos.

Como transdutor neuroendócrino, recebe e transmite sinais neurais, ajudando a coordenar a resposta do corpo a vários estímulos.

Como é que a glândula pineal regula o ritmo circadiano?

A glândula pineal desempenha um papel fundamental na regulação do ritmo circadiano, que é o relógio interno do corpo.

Para o efeito, segrega melatonina em resposta à escuridão, o que ajuda a induzir o sono.

A actividade da glândula pineal é coordenada com outras partes do relógio interno do corpo, ajudando a manter um ritmo consistente de sono e vigília.

O que é a fisiologia e a fisiopatologia da glândula pineal?

A fisiologia da glândula pineal envolve a produção e secreção de várias hormonas, incluindo a melatonina.

No entanto, a glândula pineal também pode ser afectada por várias patologias, como tumores, quistos e calcificações.

Os tumores da glândula pineal podem causar perturbações nos padrões de sono, enquanto a calcificação pode afectar a secreção de melatonina.

O que é a melatonina?

A melatonina é uma hormona produzida pela glândula pineal que ajuda a regular os ritmos biológicos do organismo, nomeadamente o ciclo sono-vigília.

É segregado em resposta à escuridão e suprimido pela luz, o que o torna um factor essencial na regulação do ritmo circadiano.

Qual é a relação entre a glândula pineal e a melatonina?

Como já foi referido, a glândula pineal produz e segrega melatonina em resposta à escuridão.

Esta hormona desempenha um papel fundamental na regulação do ciclo sono-vigília e de outros ritmos biológicos.

Como é que a melatonina é segregada e produzida?

A melatonina é produzida e segregada pela glândula pineal em resposta à escuridão. A secreção de melatonina começa normalmente ao fim da tarde e atinge o seu pico durante a noite, quando estamos a dormir.

Quais são os efeitos da melatonina nos padrões de sono?

A melatonina ajuda a regular o ciclo sono-vigília, induzindo o sono. Os níveis de melatonina aumentam à medida que nos aproximamos da hora de deitar e permanecem elevados durante toda a noite.

Isto ajuda-nos a manter o sono e a acordar com uma sensação de frescura.

Funções da glândula pineal

A glândula pineal, muitas vezes referida como o “terceiro olho”, tem sido associada à espiritualidade e a experiências místicas em várias tradições culturais e esotéricas.

Embora a função exacta da glândula pineal na espiritualidade não seja totalmente compreendida, acredita-se que desempenha um papel na regulação de certos processos biológicos e que pode influenciar a consciência.

Eis alguns aspectos frequentemente discutidos sobre a glândula pineal e a espiritualidade:

Quais são os distúrbios da glândula pineal?

Várias doenças podem afectar a glândula pineal, afectando a sua capacidade de produzir e segregar hormonas.

Estes podem ter uma série de efeitos no organismo, incluindo perturbações dos padrões de sono, do ciclo menstrual e da puberdade.

Qual é a ligação entre a glândula pineal e a glândula pituitária?

A glândula pineal está intimamente ligada à glândula pituitária, outra importante glândula endócrina.

Em conjunto, estas glândulas trabalham para regular o sistema endócrino do corpo, ajudando a manter o equilíbrio hormonal.

Mais sobre a Mind